Londres 2012 no Terra TV.

Tenho uma novidade bem legal para compartilhar. Durante as olimpiadas de Londres 2012 me juntarei a um timaço de narradores para cobrir os jogos olimpicos pelo Terra Tv.

Narradores como Hugo Botelho, Jorge Vinicius, Reinaldo Moreira, Leandro Bollis, Gomão Ribeiro estarão nessa jornada incrível.

O Portal Terra investiu em comentaristas renomados, casos de Careca, Jaime Oncins, Danielle Zangrando, Milene Domingos, Montanaro e Bruno Prado.

Serão 10 canais exclusivos com transmissão dos eventos, sendo que, em até cinco deles, narrados e comentados. O internauta escolhe o evento que quer acompanhar. Transmissão em alta definição e muita interação, já que o internauta participa nas salas de chat  com interação do narrador do evento.

O slogan do Portal é muito apropriado e faz jus a campanha:

Terra, a olimpiada como você nunca viu!

Publicado em Outro | Deixar um comentário

Radio Fi a todo vapor.

Olá amigos,

Há algum tempo que não posto por aqui. É verdade! Andei um pouco atarefado com acúmulo de funções no FI. Coordenar dá muito trabalho.

Agora temos uma excelente equipe em Campinas com a coordenação de Marcelo Corsato. Fruto de um grande trabalho até aqui bem realizado.

Estamos transmitindo cerca de cinco jogos por semana, além das retransmissões de parceiras, com uma média de 8 a 10 partidas por semana. São quase quarenta transmissões esportivas dos mais variados campeonatos.

Em uma semana chegamos a transmitir a segundona paulista, Series A, B e C do Brasileiro, além da Libertadores e Copa do Brasil.

Nossa audiência está cada vez maior e aos poucos estamos atingindo nossos objetivos.

Essa semana tem mais. Quarta, narrei São Paulo X Vasco do Morumbi. Na sexta-feira, nossa equipe em Campinas comanda América-MG X Guarani pela Serie B, no sábado eu toco Corinthians X Lusa do Pacaembu. Domingo Ednaldo Vince conta tudo sobre Palmeiras x Nautico da Arena.

A todo vapor!

Publicado em Outro | Deixar um comentário

Deola e Julio Cesar: juntos pelo futebol do Interior

No caso do goleiro palmeirense, confesso um exagero de minha parte. Tudo bem que ele falhou, mas perto do que tem falhado o goleiro corinthiano chega a ser, no minimo, injusto esse título.

O fato é que o Julio Cesar não deverá mais receber a benção de seu treinador. Afinal de contas, já são três falhas glamorosas em sua curta carreira como titular do Timão. (Última rodada do Brasileirão de 2010 contra o Goiás, final do paulistão em 2011 contra o Santos e domingo no Pacaembu 2X contra a Ponte Preta.)

Não me lembro do Ronaldo, por exemplo, falhar tanto em seus vários anos de titular no gol corinthiano.

É um bom garoto, de caráter e muito educado, mas o futebol é assim. O Tite foi perfeito nas outras falhas. Passou confiança ao jovem goleiro, deu assitência psicológica, mas dessa vez não vejo outra alternativa do que sacar Julio.

Assim como fez com Chicão, que não vinha em um bom momento. Tite o tirou, deixou bem claro que era pela parte técnica e avisou: Sai um pouco, intensifica no treinamento e volta melhor. Bingo. Olha o Chicão ai!

A bola da vez, pelos critérios do próprio Tite, me parece ser o Danilo Fernandes, que confesso que gostei das vezes que entrou. Não comprometeu. Se bem trabalhado e com um pouco mais de confiança, tem tudo para não largar mais o osso, assim como fez Julio Cesar na saida de Felipe em 2010 quando chegaram Renan, Bombadilla e até recentemente o Cassio.

 

Publicado em Outro | Deixar um comentário

Destempero de Kleina no Pacaembu

A Ponte fez seu papel dentro e fora de campo. Primeiro se defendeu, jogou atrás da linha da bola pois entendia que o Corinthians era muito forte, principalmente no Pacaembu.

Ela sabia que teria sua chance. Poucas, é verdade, mas na primeira situação de gol (falta na região da area) acertou um belo chute que o goleiro corinthiano aceitou.

A Ponte sabia que mesmo abrindo o placar teria que estar em um dia incrível para segurar o Timão. Parece que estava. Marcou o segundo e colocou um balde de gelo na torcida que empurrava no Pacaembu.

Tite mexeu e o time respondeu em campo. Partiu pra cima do adversário que sempre que podia retardava o jogo, demorava para repor a bola. Tudo normal e até então  perfeito por parte da Macaca.

Quando o jogo estava 2X0 Douglas fez falta em Cajá no campo de ataque do Timão que o juiz viu, não marcou porque deu vantagem no lance. O movimento que ele faz com os braços pedindo para o lance seguir foi conclusivo, afinal a Ponte tinha um contra ataque que poderia ser mortal. João Paulo perdeu na disputa com Ralf que acionou o ataque. Nesse momento os jogadores da Ponte pediram para os jogadores do Corinthians colocar a bola pra fora para que o Renato Cajá pudesse ser atendido, já que estava no chão.

Tentativa convencional a não ser pelo fato de que a Ponte tinha a posse de bola e não o fez. Conclusão: gol do Corinthians e tumulto no Pacaembu. Reclamação exagerada do treinador pontepretano que foi expulso e se negou a sair de campo. 5 minutos e 30 segundos cronometrados para a bola voltar a rolar depois que policiais, a pedido do árbitro, retirassem Kleina do jogo.

Cabia ao árbitro descontar no final. O fez. Deu exatos cinco minutos de acréscimos e ignorou o desconto normal de um jogo agitado Pacaembu.

 

Publicado em Outro | 178 comentários

Estaduais!! Todo ano a mesma ladainha.

Pelo título parece que vou criticar, mas no fundo eu apoio. Querem padronizar o futebol brasileiro com o europeu. Em partes eu concordo, mas sem tirar os estaduais.

Terra rica. Penta-campeã. Deveríamos ser copiados! Dos pequenos saem bons jogadores que abastecem os grandes. Inclusive os europeus. Quantos jogadores brilham no exterior que nem chegamos a conhecer?

Leio e escuto varias idéias para os Estaduais, mas tem uma delas que me assusta: Fazer um estadual sem os grandes. Impossível pela falta de interesse.

Entrando um pouco mais no futebol paulista é impossível diminuir o número de participantes. Aqui temos três series com 20 clubes em cada muito competitivas e uma quarta que o bicho pega!

Concordo em fazê-la mais curta, como por exemplo, dividir em dois grupos de 10. Isso só se a CBF aumentar o tempo do Brasileirão.  O que adianta encurtá-la se os demais estaduais continuar?

O que não posso permitir é jornalista de outro estado comentar que nosso campeonato é chato ou muito longo.

Que temos jogos sofríveis, ah temos! Imaginem em outros Estados?

Só pra refrescar a memória: Temos 13 clubes entre as series A, B e C, sendo que 6 deles estão na A.

 

Publicado em Outro | Deixar um comentário

Tá caro pra você??? Não vai!!!

Faz tempo que o futebol virou um negócio. Os clubes estão se  modernizando e estão cada vez mais organizados. Copa no Brasil, Marketing dos clubes, estrelas, centros de treinamentos, reformas nos estádios. Os clubes estão aos poucos deixando de ser rivais e se transformando em verdadeiros “concorrentes”.

Para se ver um jogo do Corinthians na Libertadores, por exemplo, o ticket médio (renda total dividida pelo público) está acima de R$ 60,00 reais. O ingresso mais barato custa R$ 50,00, talvez um pouco menos se o torcedor comprar antecipadamente pelo programa Fiel Torcedor.

Que é caro, claro que é. Muito mais pelo produto final oferecido. Claro que o torcedor vai para ver o seu time de coração, mas se analisar um pouco mais a fundo, perceberá que os serviços oferecidos são péssimos. Vamos a eles:

Primeiro que se chover, o torcedor estará perdido!!! Segundo que se ele precisar ir ao banheiro, será outra guerra. Se ele estiver com a namorada, esposa, irmã ou mãe nem pensar em ter um piriri dentro do Estádio. Criança então, Deus me livre.

Mas os problemas do péssimo serviço começam do lado de fora. Falta de segurança com um policiamento despreparado. Tente estacionar então. Estacionamentos são raros e na sua maioria são improvisados por casas ou comércios dominados por flanelinhas que aqui prefiro chamar de bandidos. (Se não pagar o que eles pedem, certamente terá seu pneu furado ou carro riscado, se ele estiver de bom humor), pura extorsão. Na rua??? Nem pensar!!! Tá louco???

Já deu pra perceber o inferno que é assistir um jogo do seu time. Mesmo assim, a torcida mesmo mal tratada, vai ao estádio. Passa por cima de tudo isso porque é apaixonada. Canta, dança e vibra o tempo todo e para alguns, ir a uma partida de futebol substitui uma sessão de terapia. Concordo! É sensacional.

Mas se mesmo assim você ainda acha caro, eu tenho uma dica para você: Não vá! O preço é simplesmente o efeito da lei da oferta e da procura. Esteja certo que quando você decidir não ir, outro estará no seu lugar.

E olha os preços, por exemplo, para assistir o Corinthians na Libertadores:

Area VIP (coberta sem chuva torrencial): R$ 500,00
Numerada (descoberta): R$ 300,00
Cadeira especial Laranja: R$ 200,00
Arquibancada e Tobogã: R$ 50,00

Se quiser economizar um pouco, deixe para ir no Campeonato Paulista, o preço mais barato custa R$ 30,00.

Só não pode reclamar do preço! E ai? Bora???

Publicado em Outro | 1 comentário

Corinthians sem estrelas é muito forte

Provou mais uma vez ontem em Presidente Prudente. Jogando com o time principal, goleou o Oeste com Liedson desencantando.

É o melhor futebol do Brasil na atualidade e sem estrelas. O conjunto corinthiano é muito bom. Tite conseguiu dar um padrão jogo muito seguro ao Corinthians.

Os jogadores se comportam taticamente como só se vê em grandes clubes europeus e a reserva no Corinthians está longe de ser um vexame para o jogador.

O time é maduro e tem confiança. Coloca a bola no chão e não se desfaz dela facilmente. Espera o melhor momento de arriscar uma jogada aguda e quando a faz, o time se projeta em bloco, atacando em conjunto.

Quando perde a bola, é muito comum ver as coberturas dos laterais pelo meias e volantes com muita naturalidade. A inversão das posições se mantém até que são trocadas no momento seguro.

O Corinthians pode não ganhar o Paulista e a Libertadores, mas certamente brigará até o fim.

Publicado em Outro | Deixar um comentário

Lusa perdeu a chance no primeiro tempo

A Portuguesa teve a chance de bater o Santos, ontem no Canindé, na primeira etapa. Jogou bem, controlou a partida durante os primeiros 45 minutos. O lado direito da Lusa arrebentou, mas a bola não entrou.

No segundo tempo a Lusa deveria dar continuidade no bom volume do primeiro, mas do outro lado também tinha uma grande equipe, mesmo com os reservas, o Santos é muito perigoso. E foi, tanto que marcou primeiro e a Lusa não soube colocar a bola no chão e esperar o mal momento da partida passar para voltar a atacar em busca do empate.

O Santos se animou e se encaixou no jogo. Marcou o segundo e não deixou mais a Lusa jogar. Boa vitória. 2X0

Publicado em Jogo | Deixar um comentário

Escalas da semana:

Quinta estarei no Morumbi para comentar São Paulo X Paulista a partir das 19h00 pela Radio Futebol Interior.

Pela mesma radio, sábado estarei no Anacleto Campanella para narrar: São Caetano X Corinthians a partir das 16h00.

Espero vcs: http://www.radiofutebolinterior.com

 

Publicado em Outro | Deixar um comentário

São Paulo ainda não está pronto para 2012

Sei que faz um tempinho que não posto por aqui, mas tentarei escrever mais.

No clássico paulista, o que se viu foi um Corinthians controlado, eficiente e muito bem armado contra um São Paulo nitidamente em formação. Por mais que tenha bons jogadores, falta entrosamento para esse time do Leão.

É um ótimo time, mas no papel. Falta tempo para que seu treinador possa dar ritmo e padrão de jogo.

Minha preocupação é que a maioria dos dirigentes brasileiros não dão esse tempo e logo nos primeiros tropeços já começam a usar os bastidores para pressionar seus técnicos.

Hoje o São Paulo precisa, mais do que nunca, de apoio. Isso tem que vir da diretoria. É extremamente importante uma diretoria presente nesses momentos, apoiando e segurando as críticas para poder dar tranquilidade e sustentação no emprego de seu treinador. Se ele se sentir ameaçado, certamente perderá o foco, e o construído até aqui poderá ir por água abaixo.

Já no Corinthians, totalmente o inverso. Essa tempestade já rondou o ar de Itaquera, mas com sabedoria de seus dirigentes, passou.

Desde a precoce eliminação na pré-libertadores, ano passado e até mesmo a perda do Paulistão, e porque não, a crise vivida no Brasileirão no final do primeiro turno. Tudo isso seria motivo de sobra para que um treinador perdesse o cargo. De forma inteligente e mais do que isso, convicta, que só um dirigente presente e atuando como um pára-raio poderia fazer. Os frutos foram colhidos e as árvores ainda estão carregadas. É só verem o que aconteceu ontem no Pacaembu.

Publicado em Jogo | Deixar um comentário